sábado, 30 de julho de 2011

Desabafo...


Sabe, à pouco sonhei com você. Chegavas perto de mim, me olhava com uma face serena, enquanto passava a mão levemente em meus cabelos. Sua voz firme me dizia que tudo tinha sido apenas um pesadelo que já passara.
Acordei. Atordoada desejei loucamente que aquilo tivesse sido real. Mas não era! Eu continuava sozinha nesta cama de hospital, em um quarto escuro onde o único som emitido é o da tv que agora estar fora do ar. Então olhei rapidamente para o celular na esperança de haver uma chamada, uma mensagem ou qualquer coisa que viesse de você. Mais uma vez: não! 
Tudo bem, essa lágrima que escorreu em minha face e molhou a receita médica onde escrevo este desabafo, irá secar da mesma forma que esta folha secará logo.
Nunca imaginei que em um momento usaria este espaço pra escrever sobre sua ausência de minha vida, até porque o intuito era eu, você.. nós escrevermos o que o coração desejava e emitia devido a presença do outro.
Agora... já em casa e repassando este texto para o seu devido lugar, confesso que novas lágrimas saem de mim. Ouço a música "Easy-Lionel Richie".. Não! Não está tudo tranquilo! Todos dizem que passa, que tudo na vida passa. Mas por que não pensam no que sentimos no agora, enquanto a dor.. a tristeza ou a lágrima não passa? 
Eu estou desesperada, sentindo sua falta. Sua ausência está me consumindo. Não ouvir sua voz me causa tremor no corpo. Estou ha quase duas horas olhando pra sua janela do msn sem ter coragem falar, de dizer o que tô sentindo ou apenas um Olá' ...
Então paro e penso em tudo, tudo, tudo ...
Na verdade nem sei se lerá esse post e me pergunto o motivo de continuar escrevendo aqui. 

É.... hoje foi porque precisei desabafar.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Carta Suicida...


Morrer de amor. Desistir da vida. Suicidar-se. O ato extremo, de irreversível retirada do mundo. A viagem sem volta. Ou, talvez, a secreta esperança de que lá , do outro lado, a felicidade é possível. Apostar que o verdadeiro amor nunca morre. Por vezes, os suicidas deixam cartas, bilhetes. Derradeiro texto, escrita do eu, exposição da alma, truncada narrativa de um amor impossível. A intimidade se revela e o sentimento se expõe.Mas será que esta carta ou bilhete terá a sua finalidade cumprida? Ela (carta) pressupõe um destinatário, logo um leitor. Será que o destinatário ira perceber a intensidade daquelas palavras? O valor a que à elas foram confiadas? 

Hoje eu não queria escrever nada. Sabia? Fui forçada a tomar atitudes que não estavam em minha escolha diária. Decorrente disso escrevi uma carta suicida para mim. Para nós. Tudo porque há dias vinhamos escrevendo palavras que carregarão consigo o peso da ambiguidade e que também trouxe o peso da permanência, nos levando a cortes. Terminamos por escrever a presença da ausência de cada um em nossas vidas. Meio que uma vida que se encerrava. Registro aqui, sem saber se o destinatário irá ler e sentir a intensidade dessa carta "suicida", a aventura prazerosa que foi viver neste mundo. No nosso mundo. Mas que agora tudo volta a individualidade. Ouvi dizer que apenas em standy-by (espera). Tenho minhas dúvidas de que isso também pode ser suicídio, ao invés da esperança de tudo mudar. De que lá do outro lado a felicidade é possível. 

Mas...
é um estágio desconhecido!

Escolhas..



Estradas...
Caminhos...
Direções...

Na verdade, nesse momento não importa o nome que eu dê as minhas ESCOLHAS.
Sim. Essas estradas que percorro diariamente, os caminhos que sigo lentamente com meus passos aflitos e as direções que vejo a minha frente. Todos são frutos de decisões que fiz em algum momento de minha vida.
O que importa é cada trilha que se faz, seguindo nossas escolhas.
Já percorri tantas estradas, caminhos e direções. Confesso que esqueci de algumas flores que vi e pedras que tropecei. Nesse momento estou sentada em um abismo. Admiro a beleza dele. Há algo que me atrai na imensidão e escuridão que é o seu fim. Será que há fim em um abismo? Não sei! Esse abismo é a ponta de uma encruzilhada que estou vivendo. Em minha frente: novas estradas a serem trilhadas. Sentada busco em tudo o que já vivi e imaginei a resposta para qual direção tomar.
Posso ir a um caminho novo. Nebuloso. Confesso. Pois não sei o que me espera. Quem sabe eu tome novas decisões e assim trilhe o próprio chão que darei novos passos. Ou, posso me jogar nesse abismo que estou   sentada a observar. Sem saber se ele têm fim, é realmente escuro lá embaixo ou há algo intenso e prazeroso em algum ponto seu.
Tenho medo, frio e calafrios das minhas próprias escolhas. Indecisão me consome e eu realmente estou perdida na floresta da vida, em meio tantas saídas e entradas. E  a única coisa que sei, é que queria você aqui pra me abraçar, me emprestar seu colo e assim eu poder chorar toda a minha angustia de uma ESCOLHA não tomada.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

O presente...



Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-las a despeito de todas as dificuldades e obstáculos. Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo, nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida, a nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que todo o desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa.

sábado, 23 de julho de 2011

Amiga - Dama de Ferro


..Olá meus queridos hoje eu vou fazer um post sobre mim mesma..
       Relatando todas as minhas versões, mas avaliado por um escritor amigo meu: Josédival Câmara, que escreveu este texto e postou em uma de minhas redes sociais. Obrigado meu querido amigo!!


AMIGA – DAMA DE FERRO
Amiga!....
Muito me honra, em saber
Mesmo sem te conhecer
De longe, troco linhas com você
Agora leio “ Mejores amigos”, no PC
Está no seu álbum, é um prazer

Ainda não sei nada de você
Te conheço, apenas da tela do PC
Do pouco que sei, já posso dizer
Existem, poucas pessoas, como você

Alegre, extrovertida e popular
Curte o amor, vive a vida, gosta do mar
Vive sorrindo, gosta de prosear
No chat, está sempre a brincar

A sua felicidade, contagia
Sua amizade, é luz e sabedoria
Você é festa, é magia
Ainda vou, te abraçar um dia

Neste momento, peço ao Senhor
Pra cada dia, mais te iluminar
Que te dê sorte, no amor
E sabedoria, pra conversar, com o mar.

DE: Zedival Poeta
PARA: Aninha (Dama de Ferro)
Mossoró – RN.


OBS: Dama de Ferro é mais um dos meus nicks. 

terça-feira, 19 de julho de 2011

Presença...

'..Agora à pouco recebi esse texto do Caio Fernando de Abreu, de uma amiga minha chamada Cathariny Lima... esta que sempre me deu mil e 1 motivos pra sorrir, veio mais uma vez me alegrar com sua dedicação e palavras amigas... 
       Amei o texto, realmente bem minha cara. Por isso posto ele nesse momento' 
                      Obrigado amiga =)

“Acho que não precisava ser assim. É tudo tão forte, tão profundo, tão bonito, não precisava doer como dói. Eu não podia apenas sorrir quando me lembrasse de você? Mas acontece tipo assim: lembro do seu rosto, do seu abraço, do seu cheiro, do seu olhar, do seu beijo e começo a sorrir, é assim mesmo, automático, como se tivesse uma parte do meu cérebro que me fizesse por um instante a pessoa mais feliz do mundo, mas que só você, de algum modo, fosse capaz de ativar. Eu sei, é lindo. Mas logo em seguida, quando penso em quão longe você está sinto-me despedaçar por inteiro. Sabe a sensação de arrancar um doce de uma criança? Pois é, sou essa criança. E dói. Uma dor cujo único remédio é a sua presença. Então sigo assim, penso em você, sorrio, sofro e rezo, peço pra Deus cuidar da gente, amenizar essa dor e trazer logo a minha cura.”

Raio de Sol...


'... hoje, depois de alguns dias vivendo no escuro do dia 
e na penumbra da noite, trancada em minha fortaleza, 
que pela primeira vez não me deu forças quando mais precisei...
pude então ver pela fresta do quarto um lindo raio de sol,
que insistia em entrar iluminando minha face...

percebi que apesar de manter a porta fechada,
havia lá fora várias vidas que se envolviam ao lindo dia
que lhes dava a nova chance de sorrir,chorar, acertar, errar,
 morrer...VIVER!...'
E mesmo assim lá estavam as pessoas..

...o tempo passava, e eu não percebia que estava congelada.'

'...então, apesar de estar com o coração derretido pelo chão,
 e por culpa minha..somente minha...
achei algo bem verdadeiro entre nós dois: SENTIMENTOS...
deste modo, não me importa o que digam ou até mesmo o que você 
grite, berre, sussurre ou mencione à mim...

. não vou continuar sangrando, nem ouvir barulhos que me irritam,
irei ver todos os raios de sol que iluminam o viver..
agradecer ao mundo por estar aqui e abrir os braços para mais 
uma vez sentir a sensação do seu abraço quente ao meu corpo..'

                                      Brutinha'S

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Nada...



Não há nada que eu possa dizer para você
Nada que eu poderia fazer para te fazer enxergar
O que você significa para mim
Toda a dor, as lágrimas que eu chorei
Ainda assim você nunca disse adeus e agora eu sei
O quão distante você está

Eu sei que eu te decepcionei
Mas não é mais assim agora
Desta vez eu não deixarei você ir embora

E eu vou ser tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Por toda a minha vida
Estarei com você para sempre
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem

Eu pensei que tinha tudo
Eu não sabia o que a vida poderia trazer
Mas agora eu vejo, sinceramente
Você é única coisa que eu acertei
O único que eu guardo dentro de mim
Agora eu posso respirar, porque você está aqui comigo

E se eu te decepcionei
Eu vou mudar isso
Porque eu nunca deixarei você ir embora

Porque sem você
Eu não posso dormir
Eu nunca, nunca deixarei você partir
Você é tudo o que eu tenho,
Você é tudo o que eu quero
E sem você,
Eu não sei o que faço
Eu não posso, nunca viver um dia sem você
Aqui comigo, você percebe?
Você é tudo o que eu preciso

domingo, 17 de julho de 2011

Minha estrela...


Eu gosto do seu sorriso...
Eu gosto da sua energia...
Eu gosto do seu estilo...
Mas não é por isso que eu te adoro...
E eu, eu gosto da maneira como...
Você é uma estrela!!
Mas não é por isso que eu te adoro..

Ei, você sente?
Você me sente?
Você sente o que eu sinto?
Você precisa....
Você precisa de mim?

Você é tão bonito.
Mas não é por isso que eu te adoro!
Eu não tenho certeza que você sabe,
Que a razão que eu te adoro...
É você, sendo você, só você
Sim, a razão de eu te adorar
É por tudo que nós passamos
E é por isso que eu te adoro!



Eu gosto da maneira
Que você se comporta mal,
Quando nós ficamos bêbados
Mas não é por isso que eu te adoro
E como você se mantém calmo
Quando eu sou complicada
Mas não é por isso que eu te adoro!




                                    

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Lá fora...


Eu sei que você está em algum lugar lá fora
Em algum lugar longe
Eu quero você de volta
Eu quero você de volta
Meus vizinhos pensam que
Eu sou louco
Mas eles não entendem
Você é tudo que eu tenho

À noite, quando as estrelas
Iluminam o meu quarto
Me sinto sozinho
Falando com a lua
Tento chegar até você
Na esperança de que você esteja
No outro lado
Falando comigo também
Ou eu sou um tolo
Que fica sentado sozinho
Conversando com a lua

Estou me sentindo como se eu fosse famoso
O assunto da cidade
Eles dizem
Que fiquei louco
É, eu fiquei louco
Mas eles não sabem
O que eu sei

Porque quando o
Sol se põe
Alguém está falando de volta
Yeah, eles estão falando de volta

Você já me ouviu chamando?
Porque toda noite
Eu estou falando com a lua
Ainda tentando chegar até você

Na esperança de que você esteja
No outro lado
Falando comigo também
Ou eu sou um tolo
Que fica sentado sozinho
Conversando com a lua

Eu sei que você está em algum lugar lá fora
Em algum lugar longe

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Tempestade...



Quanto tempo eu estive nessa tempestade?
Tão impressionado com o oceano sem forma
Está ficando mais difícil andar na água
Com essas ondas quebrando sobre minha cabeça

Se eu pudesse apenas ver você
Tudo estaria bem
Se eu pudesse ver você
Esta escuridão se tornaria luz

E eu caminharei na água
E você me pegará, se eu cair
E eu me perderei nos seus olhos
Eu sei que tudo vai dar certo
Eu sei que tudo estará bem

Eu sei que você não me trouxe aqui para me afogar
Então por que estou a 10 palmos de profundidade e de cabeça para baixo?
Apenas sobreviver se tornou meu propósito
Porque eu estou tão acostumado a viver debaixo da superfície



E eu caminharei na água
E você me pegará, se eu cair
E eu me perderei nos seus olhos
Eu sei que tudo vai dar certo
Eu sei tudo está bem

Tudo está bem
Tudo está bem.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Respirando livres ....



Em um mundo que
Vivemos sem amor
O meu canto livre é você
E a imensidão
Abre-se ao redor de nós
Para além do limite dos teus olhos
Nasce o sentimento
Nasce em meio ao pranto
E se eleva altíssimo e vai
E voa sobre as acusações das pessoas
A todos os mais indiferentes
Sustentado de uma aliança de amor
De verdadeiro amor
Em um mundo que - pedras um dia caem
Prisioneiro é - abrangindo das rosas selvagens
Respiramos livres eu e você - revivem nos chamando
E a verdade - bosque abandonado
Se oferece nua a nós e - por conseguinte sobrevivemos virgens
E limpida é a imagem - nos abre
Agora - nos abraçamos
Novas sensações
Jovens emoções
Expremim-se puríssimas
Em nós
A veste dos fantasmas do passado
Caindo deixa o quadro imaculado
E cria-se um vento tépido de amor
De verdadeiro amor

sábado, 2 de julho de 2011

Vêm comigo...

Se esta pensando em voar
Na direção de me amar
Voa, voa
Não tenha medo de dizer que quer
Vamos fazer o que você quiser
Voa, voa
E serei eu que em um dia então
Vou te fazer delirar de paixão
Nesse prazer somos eu e você
Vamos, voa, voa
Num colorido pintado no céu
Num voo livre de nuvem de mel
No paraíso só eu e você
Vamos voa, voa
Mais adiante vai sentir o quanto se apaixonou
Voa comigo vem seremos dois pombinhos de amor.

Caminhos...

Todos caminhos trilham pra a gente se ver
Todas as trilhas caminham pra gente se achar, né
Eu ligo no sentido de meia verdade
Metade inteira chora de felicidade
A qualquer distância o outro te alcança
Erudito som de batidão
Dia e noite céu de pé no chão
O detalhe que o coração atenta
Você passa, eu paro
Você faz, eu falo
Mas a gente no quarto sente o gosto bom que o oposto tem
Não sei, mas sinto, uma força que embala tudo
Falo por ouvir o mundo, tudo diferente de um jeito bate
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...