terça-feira, 30 de agosto de 2011

Dimim...



Meu Dimim...

Eu, porque eu? Bem, ainda não entendi.. mas quem disse que é preciso entender? Me assusta ver o quanto me sinto bem com você, como o tempo passa rápido quando estamos juntos, como tudo começa a ter novas formas, novos sentidos.. É incrível perceber que aos poucos você está reestruturando algumas coisas que estavam destruídas dentro de mim, que as inquietações são apenas inquietações. Bom estar com você...

T.A.M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...