sábado, 18 de março de 2017

Surpresas








ELA havia tido mais um dia corriqueiro, como de costume. Trabalho e correria haviam lhe acompanhado naquelas últimas horas. ELE por sua vez, também estava no seu corre buscando seus objetivos. Haviam se falado como sempre, inúmeras vezes durante o dia. 
Fim de expediente e Ela foi para casa na intenção de descansar, pois o dia havia sido muito cansativo e imaginava ela que Ele também estava descansando devido dia puxado que teve. Mal sabia ELA que a surpresa ao chegar em casa seria imensa. Tentou abrir a porta de casa, e percebeu que esta já estava aberta. Então se deparou com ELE, ali na cama deles à sua espera. 
Surpresa expressou um sorriso bobo e ELE correu para seus braços buscando o amor da mulher amava, buscando o dengo e o colo que o acalmava diariamente. Ficaram ali por minutos, apenas abraçados sentindo o calor do corpo um do outro, a respiração ofegante e o coração acelerado. 
ELE amava isso, amava estar nos braços dELA sentindo seu peito bater forte por estar ao lado da mulher que lhe tirava o último suspiro de amor. 
Fizeram amor como sempre, como se fosse a primeira vez. A mesma intensidade, o mesmo sentimento forte, o mesmo desejo carnal. Mas o amor não era o mesmo, pois para ELE crescia  a cada dia mais, e mais ele tinha certeza que ELA é a mulher da vida dele, e que mesmo enfrentando problemas diários um determinado momento ficariam juntos para sempre. 
ELE não se cansava de olhar fixamente para ELA, de dizer o quanto a ama e a deseja para vida toda. E que por mais que ficassem juntos ali poucos minutos, ELE jamais pararia de pensar nela um minuto que fosse.
Aquela noite se tornou mais uma entre várias lindas e verdadeiras que ELE vivia em sua vida, e que ELA desfrutava ao lado dele. 
O que é isso? Ah, é o AMOR!

quinta-feira, 9 de março de 2017

Purpurina







Aquela manhã seria diferente de todas às outras.
 Ela estava lá como de costume, resolvendo coisas cotidianas e  focada no objetivo, enquanto Ele preparava toda uma surpresa em sua casa. 
Ao abrir a porta de casa Ela se deparou com imensos buquês de rosas vermelhas, enfeitando toda a casa. A cama estava coberta de pétalas brancas (cor favorita dele), e um pequeno embrulho em cima. 
Ela olhava para Ele estarrecida com tanto detalhe lindo que havia preparado para comemorarem mais um aniversário de namoro. 
É, havia chegado à esperada Bodas de Purpurina. Sete meses juntos de tanta coisa vivida, que cada dia que passa mais parece que vivem anos juntos. 
Fizeram amor de forma lenta e carinhosa, cada toque, cada olhar demonstrava o quanto se amam intensamente. Ele a olhava com ar de satisfação, mas não apenas de prazer sexual, e sim plenitude por se sentir completo ao lado da mulher que tanto buscou a vida inteira. 
Na frente dEle estava a mulher que alimentava seus sonhos nas noites distantes, a mulher que tirava dele  o melhor sorriso e dava força para lutar diariamente pelo momento qual ficarão juntos todos os dias.
Para Ela, o "piscuilo" apelido carinhoso dado há sete meses atrás no inicio do namoro, cada dia mais a surpreendia e conquistava. Desde o dia que seus espíritos se reencontraram Ela sabia o quanto cada segundo valeria à pena. Em seu corpo carregava as marcas de mordidas intensas e apaixonadas, dadas na hora do prazer, e Ela exibia radiante pois ali estava a prova do quanto se entregam um ao outro.
A manhã e tarde daquela quarta-feira dia oito, havia entrado para o caderninho de belos momentos dos dois, para a agenda de datas comemorativas quais Ele sempre fez questão de comemorar e assim demonstrar o quanto Ela é importante para Ele, e o quanto a ama. 

quinta-feira, 2 de março de 2017

Fio do Destino






Ao abrir a porta daquela sala, Ela jamais imaginaria que sua vida mudaria totalmente. Para Ele era apenas um dia qualquer de trabalho já para ela algo chato que estava sendo obrigada a fazer.  Mas o encontro de ambos mudaria tudo que haviam planejados até aquele momento. A imagem daquela mulher despertaria nele um interesse até então desconhecido, a pessoa dele para ela se tornaria essencial.  
Acostumado a ter e se envolver com várias mulheres, dos mais diversos tipos, Ele viu naquela mulher que acabara de entrar em sua vida algo que nunca havia vivido até então. Inexplicavelmente seu corpo tremia a cada aproximação do corpo dela. Ela sentia-se confusa, não entendia o que tava acontecendo mas sabia que aquele dia mudaria sua vida. Relutou, negou-se ao envolvimento, mas o fio do destino quando atua a favor nada e ninguém consegue evitar.
Rapidamente os dias foram passando e quando perceberam já estavam mais do que envolvidos, o cheirinho bom da pele dele, o sorriso dela que deixava o dia mais lindo a cada amanhecer. A aproximação antes rejeitada, agora tornara-se necessária. 
O amor que nasceu, a cada dia que passava mais levava ambos a felicidade, e por mais que se distanciem às vezes sabem que estão juntos guardados nas fotografias.  Sabiam que esse amor o acompanharia por onde fosse, pois para Ele havia mudado sua vida e tudo que queria. 
Agora Ele a guarda dentro de seu coração junto com todo o amor que sente por Ela. Ela, acorda esperando ansiosa pela sua chegada, sempre esperando a volta dele para casa. E a vida cada vez mais os aproximam, os planos agora já são mútuos e de duas pessoas que logo se tornaram uma. Não há mais motivos para medo, recusa ou distância. 
O mistério da vida e tudo o que se buscava sumiram quando eles se encontraram. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...